É isso aí (ou não)


De mudança

 

Este blog vai mudar para

http://aipagotto.wordpress.com/



Escrito por Fabinho às 15h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O cana e a cana

 

Madrugada de sexta pra sabado, me param num comando policial. Tinha bebido umas, encontrando amigos antigos. Umas, suficientes pra fazer a porra do bafometro virar um tocador de mp3 e tocar "se você pensa que cachaça é água", se não explodisse na cara do tira, quando eu assoprasse. Uma das policiais tinha meu sobrenome, com um t a menos. Gente boníssima, me livrou do que seria apreensão, chá de delegacia e quem sabe até uma estadia no corró. No dia seguinte, na padoca, encosta uma viatura, desce o tira, pede um conhaque duplo, emborca, agradece e sai sem pagar. Pra parar outros caras e botar na cara deles um teste no qual ele mesmo não passa.



Escrito por Fabinho às 20h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Entrevista de Tim Maia para a THC, ops, CNT

 

 



Escrito por Fabinho às 13h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Marião

Eu não tinha vontade de escrever porra nenhuma aqui, sobre essa merda. Mas pintou esse show. Meus amigos, por favor vão. Eu estou pedindo.

 Caros,

 

 Faremos na quinta-feira próxima, dia 10 de dezembro, uma homenagem ao nosso grande amigo, colega de palco & de copo, além de tantas outras, o dramaturgo Mário Bortolotto.

 Como acreditamos, o Rei da Ralé (letra e música de Renato Fernandes e frequentadora assídua do repertório da sua banda, a Saco de Ratos) se safa dessa, e estará em breve à nossa mesa novamente. Contudo, algumas despesas não irão perdoá-lo até que isso aconteça. Existe, por conta delas, toda uma mobilização para arrecadar fundos.

 Nesta quinta-feira invadiremos o palco do Café Aurora com bilheteria revertida integralmente para o cara e presença confirmada de integrantes de diversas bandas, como Saco de Ratos, Fábrica de Animais, La Carne, Velhas Virgens e outras. Enfim, uma imperdível jam session.

 O Café Aurora fica na Rua 13 de Maio, nº 112 – Bixiga - (11) 3255 5564. A bagunça começa a esquentar por volta das 23 horas. Ingresso R$ 10,00.

 Pedimos aos amigos que compareçam e ajudem a divulgar. Àqueles que gostariam de fazer alguma contribuição e não poderão comparecer ao evento, segue dados bancários para depósito.

 Cristiane do Carmo Viana
 Banco: Unibanco
 Agência: 0935
 Conta poupança: 127721-6

 A direção de Santa Casa também está necessitando de doadores de sangue que devem se dirigir à própria entidade situada à rua Cesário Motta Jr, 112 - Vila Buarque. Tel: 2176-7000.



Escrito por Fabinho às 01h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Rain

 

(tungado da Helena Hutz)



Escrito por Fabinho às 01h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Gatos não ligam



Escrito por Fabinho às 15h56
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Agora...

...eu entendi de onde tiram a modelagem dessas roupas. Pra vestir uma dessas, só passando uma temporada no spa Treblinka.



Escrito por Fabinho às 15h55
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Voando na praça



Escrito por Fabinho às 06h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Pra que time?

 

Eu e meu chapa Brum estávamos tomando uma cerveja no Bexiga, esperando a hora de começar o show. De repente, puta esporro. Era um jogo de futebol. Disse ao Brum: não consigo prestar atenção nessa merda, nem forçando a barra. Me respondeu o Brum: Ouvi do Marcelo Mirisola, que quando perguntam a ele pra qual time ele torce, ele responde:

- Torço pra que um dia acabe o futebol.

 



Escrito por Fabinho às 06h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Tequila

(pra Lia)

 



Escrito por Fabinho às 04h00
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Primavera nos dentes

Ouvindo a rádio CBN indio pro trampo ouço que um dentista em Brasília arrancou todos os dentes de um paciente retardado. Dois tavam podres, o resto tava bom. Arrancou sei lá por quê, a porra da notícia não diz. Diz só que o cara arrancou e não precisava arrancar, e que o agora desdentado era débil mental. Agora vou lamber uma gilete e ir dormir.

 



Escrito por Fabinho às 03h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Toquei por aí

ONE - Eu, Luís, Sergião e Tognolli, no Aurora. Foto do Luís Felipe Ogro

Eu, Caio Dohogne, Marcelo Montenegro e Fabio Brum no Tranqueiras Líricas - música nossa e poesia do Marcelo

Eu, Brum e Clarah Averbuck, galeria Coletivo

Eu, Rick e Mário - Saco de Ratos em Maringá

(cansei de escrever eu), Flavinho Vajman tocando gaita e um cara que eu não sei quem é na bateria



Escrito por Fabinho às 04h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Eu vi por aí

 

Cara na marginal

Cachorro de saco cheio no trânsito

Lagartixa que assustou minha mãe e divertiu meu filho

Maresias, pouco antes d'eu ir tocar num bar

Hã... uma flor no quintal da minha prima

Dia de chuva no trampo

Cara tocando teclado no centro

A batata tá triste

O barulho que faz quando fecha o caixão

Cacas atrás do palco no Café The Wall

O tomatinho tá saliente

Trecos ultrabregas num posto de estrada em Minas

Grafitti dando tchau pra velhinha descendo a Brigadeiro Luis Antônio

Carroça em alguma cidadezinha do interior de SP

Parquinho



Escrito por Fabinho às 03h49
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Na boa(zinha)

Fui tocar com um certo guitarrista fanático por Boazinha, numa cidade perto de SP. Tudo numa boa, som bacana, público legal, canjas espertas. Tocamos até o dono do bar literalmente puxar os amplificadores da tomada. Acabado o show, estamos desmontando o palco, um dos barmen faz uma brincadeira: taca uma pedrinha de gelo na nuca do guitarrista. Garrafa e meia de pinga na cuca, o guitarra pega o pedestal da caixa de som e joga por cima do balcão, mirando o barman. Errou. Pega uma cadeira, tenta atirar ela também, eu seguro. A próxima cadeira também. Aí seguro o cara num abraço de urso, e digo: - tá louco, cara?

Um babaca bêbado vem tomar as dores do barman. Ainda segurando o guitarrista, dou uma cotovelada no nariz do trouxa. Ele cai, mas levanta. Outra cotovelada, mais forte. Nova queda do panaca, e dessa vez eu digo pra ele ficar no chão. Nessas, o guitarrista se desvencilha de mim e vai pra cima do mané. Deixo, porque se eu segurasse ele, o otário iria aproveitar e lhe acertar um soco na cara. Como sói acontecer em tretas de bar, você segura seu amigo bêbado, tentando evitar briga, o idiota acerta um direto na cara do seu chapa. Então deixo rolar. Não quebro o tonto porque não sei qual é a dele no bar, e quando rola encrenca fora de SP, é necessário jogar xadrez.

Chamo por ajuda, aparecem dois seguranças, apartam a merda. Achei que na sequência viriam todos os seis garçons, os dois barmen, os seguranças e mais alguns encostos pra quebrar este que vos escreve e o guitarrista. Uns dois eu pego, na base do dedo no olho e outro golpe baixo qualquer, mas mais que isso não dá. O guitarrista, encharcado, pouco ou nada ajudaria. Mais atrapalharia do que outra coisa. Passo a língua pelos dentes, lembrando do gosto de sangue pós porrada na boca. Mas, graças a Deus, não pegou nada. Quando vejo, o zé buceta que veio pra cima já tá abraçado com o guitarrista no balcão, pagando mais uma dose de Boazinha pra ele. Ah, foda-se.



Escrito por Fabinho às 10h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Se a moda pega...

 



Escrito por Fabinho às 01h35
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Música, Música
MSN -
Histérico
Blogs e sites que eu vejo obsessivamente a madrugada inteira:
  Digestivo Cultural
  ...how it ends...
  2 mais 3
  Maldizência
  New Blorgh
  Buscando simples
  Mário Bortolotto - Atire no Dramaturgo
  Flavio Vajman - Juke Joint
  Clarah Averbuck
  Paulo de Tharso
  Mula Manca - Fábio Brum
  Rubens K
  Marcelo Montenegro
  Pierre Masato (Maléfico)
  Marcelo Watanabe
  Garbage Truck, Old School Rock'n'Roll Band
  Guitar Bizarre - João "Paco Garcia" Erbetta
  Patricia Bachiega Visual Merchandising
  Electric-Jam
  Daniel Poeira (whiskey and wimmim)
  Papel Manteiga
  Sebo do Bactéria
  Violando - Caio Filipini
  Fernanda D'Umbra
  Terremoto Blues Blog
  Claudinei Vieira (Desconcertos)
  Marceleza "Bottleneck"
  Lefebvre de Saboya - Breves Notas
  Juduh - Rodrigo Villalba
  Donana Registra - Ana Paula
  Aline Lima
  O Kim é um Canalha - Douglas Kim
  Fantástica Fábrica de Barulho - Fernando Tucori
  Trombone com Vara - Tony Roxy
  Giuliano Ghisi - Ghisi's Guitar Addiction
  Em busca do biólogo perdido - Daniel Cavana
  Lu Vitaliano
  Fabiana Vajman
  Xurume - Everson Mira
  Fernando Esselin
  Raizeira - Claudio Crotti
  Boteco fotográfico - Luiz Filipe Ogro